Quem sou eu

Minha foto
Sou Capitão da Polícia Militar, Pedagogo, Especialista em Segurança Pública, Diretor do Colégio da Polícia Militar-PB, Coordenador-Geral do PRONATEC na Paraíba. Acredito que o nosso Brasil pode melhorar muito mais, na medida em que todos possam colaborar com as suas capacidades. TWITTER : @ElmerMelz ; FACEBOOK: Elmer Melz

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Guerreiros lendários: Sir ADRIAN PAUL GHISLAIN CARTON de WIART


Os feitos do oficial Carton de Wiart — foi baleado oito vezes, sobreviveu a uma queda de avião, arrancou seus dedos com os dentes — fazem da sua descrição ‘o melhor 1º parágrafo do Wikipédia
As três guerras que lutou tomaram do oficial um olho e um braço, mas ele não esmoreceu: “eu aprecei a guerra”

 ” Sir Adrian Paul Ghislain Carton de Wiart (5 de maio de 1880 – 5 de junho de 1963) foi um oficial do Exército Britânico de origem belga e irlandesa. Ele serviu na Guerra dos Bôers, na 1ª Guerra Mundial e na 2ª Guerra Mundial. Foi baleado no rosto, na cabeça, no estômago, no tornozelo, na perna, nos quadris e na orelha. Sobreviveu a uma queda de avião; cavou um túnel para escapar de um acampamento enquanto era prisioneiro de guerra; e arrancou com os dentes seus próprios dedos quando um médico se recusou a amputá-los. Relatando a sua experiência na 1ª Guerra Mundial, ele escreveu: ‘Francamente, eu apreciei a guerra’. “

A trajetória do oficial Adrian Carton de Wiart é a encarnação (de apenas uma parte) da carga mítica de Chuck Norris — hoje, muito menos um ator de filmes de ação, e muito mais uma lenda urbana. Algumas das passagens da vida do oficial Adrian Carton de Wiart poderiam facilmente estar listadas entre as “verdades sobre Chuck Norris”.

Veja o que mais diz a página do Wikipédia a respeito da figura. Para quem duvida da veracidade das informações, basta ver a lista de fontes citadas na publicação. Entre elas, a autobiografia do militar, intitulada “Feliz odisseia”.
 Em 1915, Carton de Wiart perdeu a mão esquerda após ser atingido por estilhaços — não antes de ter arrancado alguns dedos com os dentes.
 Aos 35 anos, tomou dois tiros no rosto e perdeu o olho esquerdo e uma parte da orelha, o que o obrigou a usar um tapa-olhos preto pelo resto da vida.
 Entre seus contemporâneos, especulava-se que ele pudesse ser um filho ilegítimo do rei belga Leopoldo II.
 Aos 19 anos, ele abandonou a faculdade para se juntar ao exército. Sob um nome falso e dizendo ser seis anos mais velho do que realmente era, Carton de Wiart foi enviado à África do Sul, onde foi baleado no estômago. Somente quando foi enviado de volta para casa, por invalidez, seu pai descobriu que havia largado os estudos.
 Em 1908, casou-se com uma condessa austríaca de nome: Friederike Maria Karoline Henriette Rosa Sabina Franziska Fugger von Babenhausen.
 Apesar de todos os ferimentos, confessou ter “apreciado” a guerra. Perguntou-se também por que as pessoas perseguem tanto a paz se a guerra é tão “divertida”.
 No período do entreguerras, Carton de Wiart foi incumbido de intermediar as negociações de paz entre poloneses e ucranianos. Falhou.
 
Em 1939, logo antes do início da 2ª Guerra Mundial, Carton de Wiart ficou cercado por inimigos na Romênia. Conseguiu escapar com um passaporte falso.
 Em um avião a caminho da Iugoslávia, uma falha no motor fez com que a aeronave caísse no mar, a cerca de dois quilômetros da terra firme. Após ter ficado inconsciente com a queda, a água fria acordou oficial, que conseguiu nadar até a costa (ele tinha apenas um braço), mas foi capturado pelas tropas italianas na Líbia.
 Tentou cinco vezes escapar da prisão na Itália. Em uma delas, passou sete meses escavando um túnel. Conseguiu fugir por apenas oito dias, período em que ficou disfarçado de camponês italiano — fato bastante surpreendente, já que Carton de Wiart tinha 61 anos, não falava a língua, andava com um tapa-olhos, uma das mangas da camisa vazia, além de inúmeras cicatrizes.
 Em 1943, de volta ao Reino Unido, Winston Churchill o enviou à China como seu representante especial.
 Como parte de suas funções, acabou conhecendo o líder chinês Mao Tsé-Tung durante um jantar. Carton de Wiart interrompeu o discurso do chinês e passou a criticar sua atuação na 2ª Guerra Mundial. Por um breve momento Mao ficou chocado, mas depois deu risada.
 Em 1947, aposentou-se do exército.
 Após a morte da sua esposa, em 1951, casou-se novamente. Com uma mulher 23 anos mais jovem.
 Em 1963, o tenente-general aposentado Adrian Carton de Wiart morreu aos 83 anos de idade.

Onde está Carton de Wiart? Sentados, da esquerda para a direita: o líder chinês Chiang Kai-Shek, o presidente dos EUA Franklin Delano Roosevelt e o premiê inglês Winston Churchill, na Conferência do Cairo, em 1943


.

Nenhum comentário:

Postar um comentário