Quem sou eu

Minha foto
Sou Capitão da Polícia Militar, Pedagogo, Especialista em Segurança Pública, Diretor do Colégio da Polícia Militar-PB, Coordenador-Geral do PRONATEC na Paraíba. Acredito que o nosso Brasil pode melhorar muito mais, na medida em que todos possam colaborar com as suas capacidades. TWITTER : @ElmerMelz ; FACEBOOK: Elmer Melz

quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Estudantes do Colégio da Polícia Militar apresentarão projeto de jogo para CELULAR e TABLET em evento na Capital

Veja também em: http://www.agendaparaiba.com/wordpress/estudantes-do-colegio-da-pm-da-paraiba-apresentarao-projeto-de-jogo-para-tablet-e-celulares-em-evento-na-capital/

Nos dias 22 e 23 de novembro de 2013, um grupo de alunos do Colégio da Polícia Militar, matriculados no curso Técnico em Programação de Jogos Digitais, orientados pelo experiente professor Roberto Júnior, participarão do II ANDROIDOS DAY, evento promovido pela Unipê, onde serão apresentadas palestras e minicursos que trarão para os participantes as inovações tecnológicas dentro da linguagem e desenvolvimento do sistema operacional Android.
Os alunos apresentarão o projeto DOCK’s. “O enredo do jogo trata de um trabalhador que já perdeu vários empregos e recebe uma nova oportunidade: pilotar um helicóptero transportando carga de um hangar para as docas, daí o nome do jogo.  O jogador deve atentar para o tempo para realizar as tarefas, o cuidado para não danificar o veículo ou a carga.  Dessa forma são exercitadas a atenção, a coordenação motora e a responsabilidade”, revelou a aluna Thalita Borges.
“Queremos provar que alunos de escola pública também podem ser referência quando o assunto é tecnologia de programação de jogos digitais.  Na Paraíba o Colégio da Polícia Militar é pioneiro.  Estamos nos preparando para entrar no mercado de trabalho pela porta da frente”, Hermano Filho
Para a construção, modelagem e texturização dos gráficos, segundo o aluno Davi Cavalcante, foram utilizados os seguintes programas: Blender, Unity, Photoshop, Inkscape, Autsdesk Sketchbook Express.  “Por meio da determinação pessoal superamos as dificuldades encontradas pela falta de recursos específicos para a realização do projeto.  Desistir, jamais!”, desabafou o estudante.
“No ano que vem, quando o Colégio da Polícia Militar estiver funcionando no prédio da Escola Técnica Estadual, em Mangabeira, as condições serão melhores e com certeza traremos muito orgulho para o nosso Estado” falou com entusiasmo o aluno Islan Chianca.

As inscrições para a seleção de alunos novatos para o ano letivo 2014 já iniciaram e se estendem até o dia 13 de dezembro.  O edital foi publicado no Diário Oficial do Estado do dia 17/10/2013.

Estudantes envolvidos no projeto

Storyboard



terça-feira, 12 de novembro de 2013

Colégio da Polícia Militar na TV ESCOLA.

.
Poucos sabem, mas o Colégio da Polícia Militar da Paraíba já foi tema de programa da TV Escola, sendo inclusive apontada como referência para todo o país.

Assista o vídeo no link abaixo, comente o que achou.
Se gostou, divulgue.


O CPM-PB é mais do que uma escola, é uma verdadeira família.

AVANTE !!!






domingo, 3 de novembro de 2013

A realidade das famílias que vivem em apartamentos minúsculos em Hong Kong

Transcrito de : http://www.megacurioso.com.br/oriente-bizarro/39091-a-realidade-das-familias-que-vivem-em-apartamentos-minusculos-em-hong-kong.htm

Confira uma galeria de imagens que mostra como os mais pobres vivem em meio a uma das cidades mais ricas do mundo
A realidade das famílias que vivem em apartamentos minúsculos em Hong Kong
Quarto, banheiro, cozinha e sala: tudo em um mesmo lugar. Essa é a realidade de milhares de pessoas que vivem em Hong Kong, uma das cidades mais ricas do mundo, mas que esconde sua pobreza em apartamentos minúsculos.
De acordo com o jornal britânico The Daily Mail, os que vivem nessas condições são idosos, desempregados, famílias com baixa renda e solteiros. E como se não bastasse a escassez de espaço – um dos apartamentos mostrados abaixo mede pouco mais de 2,5 metros quadrados (Foto #3) – os alugueis pagos por esses moradores ainda são caros e o metro quadrado pode chegar a custar 90 dólares de Hong Kong (cerca de 25 reais) por mês.
Com uma área de apenas 1,104 quilômetros quadrados, a região administrativa da China tem uma população de 7 milhões de habitantes, fazendo de Hong Kong uma das regiões mais densamente povoadas do mundo – o que explica a falta de espaço e boas condições para quem vive por lá.
As imagens que você confere abaixo foram capturadas pela Society for Community Organisation (SoCO) em uma tentativa de alertar o governo para um problema que cresce diariamente. As fotos foram feitas nos distritos de Sham Shui Po, Yau Tsim Mong e Kowloon City, mas a organização lembra que pessoas vivendo em situações semelhantes podem ser encontradas em todas as 18 regiões da cidade.

“Hong Kong é considerada uma das cidades mais ricas do mundo. No entanto, escondida sob essa prosperidade está a uma grande desigualdade de posses e um grupo esquecido de pessoas pobres. Centenas de milhares ainda vivem aprisionados em casas ou em cubículos divididos, enquanto as famílias desempregadas recém-chegadas da China e as crianças pobres lutam para sobreviver. Os clientes desprivilegiados da SoCO aumentam enquanto a riqueza da cidade continua a crescer”, comenta Ho Hei Wah, diretor da organização.

Foto #1

Fonte da imagem: Reprodução/The Daily Mail

Foto #2

Fonte da imagem: Reprodução/The Daily Mail

Foto #3

Fonte da imagem: Reprodução/The Daily Mail

Foto #4

Fonte da imagem: Reprodução/The Daily Mail

Foto #5

Fonte da imagem: Reprodução/The Daily Mail

Foto #6

Fonte da imagem: Reprodução/The Daily Mail

Foto #7

Fonte da imagem: Reprodução/The Daily Mail

Foto #8

Fonte da imagem: Reprodução/The Daily Mail

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Veja 8 vídeos de assaltos que felizmente deram errado para os bandidos

Fonte: http://www.megacurioso.com.br/feitos-absurdos/37954-veja-8-videos-de-assaltos-que-felizmente-deram-errado-para-os-bandidos.htm
Algumas pessoas corajosas, e bastante imprudentes, conseguiram reagir aos assaltos e se livrar dos ladrões de modo impressionante.

Veja 8 vídeos de assaltos que felizmente deram errado para os bandidos

Os bandidos estão em todos os locais do mundo, seja nos países ricos ou nas regiões consideradas mais perigosas. Todos nós sabemos que, caso sejamos assaltados, não é aconselhado reagir aos ataques dessas pessoas, já que suas ações são sempre precipitadas e podem ocasionar desfechos tristes. Entretanto, existem alguns corajosos que, com sorte também, reagiram aos ataques e conseguiram botar medo nos assaltantes.

Esses justiceiros, muitas vezes bastante impulsivos, conseguiram se livrar de alguns assaltos com sucesso. Lembramos que nós não apoiamos qualquer tipo de reação nessas situações — sempre pense em sua segurança em primeiro lugar. Veja 8 vídeos de vítimas que não se conformaram com o inesperado ataque e revidaram os confrontos na mesma moeda:

1 – O homem que derrubou dois ladrões



2 – Idoso de 71 anos reage ao assalto e dispara em bandidos


3 – Homem em cadeira de rodas enforca o ladrão


4 – Clientes do McDonald`s derrubam assaltante


5 – Homem fantasiado de Homem-Aranha impede assalto em loja de gibis


6 – Pistola bem na boca do ladrão


7 – Cliente impede assalto atacando bandido com garrafas de cerveja


8 – Homem bêbado consegue impedir assalto



E você, consegue se lembrar de mais algum caso em que as vítimas conseguiram inverter na situação e se livrar dos bandidos? Caso saiba de alguma história ou vídeo, compartilhe nos comentários. 

.

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

5 pessoas que sobreviveram às suas próprias execuções



Confira quem foram os sortudos da História que conseguiram se safar da morte
 5 pessoas que sobreviveram às suas próprias execuções
Havia uma crença antiga de que uma pessoa que sobrevive a uma execução não pode legalmente ser executada novamente. Mas, em sua maior parte, isso sempre foi um mito, pois o responsável pelas execuções fazia (ou faz) tudo o que era necessário para elas acontecerem com o final esperado: a morte do acusado.
Porém, nem sempre foi assim. No passado, algumas pessoas que sobreviveram às execuções judiciais conseguiram escapar ilesas. Muitas vezes, esses fatos eram vistos como sinais de Deus ou uma declaração de inocência. Por outro lado, às vezes essas “salvações divinas” foram consideradas apenas um serviço mal feito dos algozes. Quer saber como algumas aconteceram? Confira abaixo.  

1 – O homem chamado Franks

Um assassino, registrado como "The Man Franks” na cópia de um jornal australiano de 1872, sobreviveu a sua execução graças à grande incompetência de seus carrascos.
De acordo com os relatos, a execução, ocorrida nas ilhas Fiji, já começou bagunçada. A cerimônia atrasou e a corda que seria usada no enforcamento molhou com a chuva, sendo que depois tentaram secá-la perto do fogo. Após esse início conturbado, os algozes colocaram a corda no pescoço de Franks, mas não conseguiram deixar o nó muito apertado.
Mesmo assim, continuaram com a sessão de execução. O delegado deu a ordem e a abertura do chão abriu, fazendo Franks cair com a corda no pescoço. Porém, depois de três minutos de silêncio, ele começou a se mover e a falar, pedindo para ser salvo de seu martírio.
Ele ainda conseguiu afrouxar a outra corda que amarrava as suas mãos e pediu perdão aos seus condenadores. Depois dessa cena, ninguém queria passar por isso de novo e Franks foi poupado da morte. Os agentes da justiça da época e os cidadãos preferiram apenas o seu banimento e Franks pode continuar a sua vida longe dali.

2 –  Anne Greene

Em 1650 , quando Anne Greene tinha 22 anos, ela era uma serviçal na casa de Sir Thomas Read. Ela ficou grávida do neto deste homem, mas a moça afirmava que não estava esperando um bebê, a fim de se proteger. Quando estava com 18 semanas, Anne sentiu-se mal enquanto trabalhava e abortou, escondendo (desesperada) o feto entre cinzas e terra.
Na época, existia uma lei que qualquer mulher solteira que escondesse a gravidez ou um natimorto seria acusada de infanticídio. Então, o ato de Anne foi descoberto e ela foi enforcada no pátio do castelo de Oxford. Após a execução, o corpo foi recolhido e entregue a uma faculdade de medicina para dissecação.
No entanto, quando o caixão foi aberto, os cirurgiões detectaram um leve movimento no peito de Anne. Então, eles se esqueceram de sua intenção inicial e começaram a tentar reanimá-la por meio de transfusões e emplastros quentes. E não é que ela sobreviveu? O público viu isso como a decisão de Deus e Greene foi perdoada. Após o acontecimento, ela mudou de cidade, se casou e teve filhos.

3. Margaret Dickson

Mais uma mulher que não resistiu aos encantos de um rapaz e apareceu grávida no século 18 em Edinburgo, na Escócia. Só que neste caso, a moça era casada, já tinha dois filhos e seu marido estava bem longe.
Em 1724, Margaret Dickson ficou grávida do filho de um nobre, para o qual ela prestava serviços de doméstica, enquanto seu marido estava há meses trabalhando no mar. Ela tentou esconder a gravidez e deu à luz prematuramente, mas a criança não resistiu e Margaret o levou para deixá-lo em um rio. Porém, ela foi vista e a acusaram de ter matado o filho.
Ela então foi condenada e executada por enforcamento pelo crime de infanticídio. Quando a sua família levava o seu caixão para o cemitério, eles pararam quando ouviram alguém bater lá dentro. Margaret estava viva e o acontecimento também foi considerado como um ato de Deus. A moça ainda foi perdoada pelo marido, que se casou com ela pela segunda vez. Eles tiveram mais um filho e ela viveu por mais 40 anos.

4 – Inetta de Balsham

Inetta de Balsham foi condenada à morte por abrigar ladrões em 1264. Os registros afirmam que ela foi enforcada às 9 horas da manhã da segunda-feira, 16 de agosto, e ficou na forca até a quinta-feira seguinte. Quando ela foi recolhida, ainda estava viva.
As pessoas constataram que a sua traqueia nunca foi suficientemente comprimida pela forca. A sua sobrevivência chamou a atenção do rei Henrique III, que lhe concedeu um perdão real.

5 – Romell Broom

Sobreviver a uma execução atual é verdadeiramente um milagre. Mortes por injeção letal são projetadas para despachar o condenado de forma rápida, indolor e sem erros. No entanto, Romell Broom provou que isso não é o que acontece sempre.
Em 2009, Romell, condenado por seqüestro, estupro e assassinato, se tornou a primeira pessoa a sobreviver a uma execução por injeção letal. Os executores tentaram por mais de duas horas localizar uma veia adequada para a injeção, atingindo ossos e músculos durante o processo, mas não conseguiram penetrar uma veia íntegra, que não entrasse em colapso imediatamente como as outras. Então, ele foi levado de volta à sua cela e teve adiamento da execução.  
Durante esse adiamento, os advogados de Romell declararam que ele havia sofrido punição cruel e incomum durante a sua execução sem êxito. Eles começaram um movimento para mudar as leis de injeção letal nos Estados Unidos e declararam que matar Romell seria destruição de provas-chave no processo. Ele ainda está vivo e à espera de recurso.

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Guerreiros lendários: Sir ADRIAN PAUL GHISLAIN CARTON de WIART


Os feitos do oficial Carton de Wiart — foi baleado oito vezes, sobreviveu a uma queda de avião, arrancou seus dedos com os dentes — fazem da sua descrição ‘o melhor 1º parágrafo do Wikipédia
As três guerras que lutou tomaram do oficial um olho e um braço, mas ele não esmoreceu: “eu aprecei a guerra”

 ” Sir Adrian Paul Ghislain Carton de Wiart (5 de maio de 1880 – 5 de junho de 1963) foi um oficial do Exército Britânico de origem belga e irlandesa. Ele serviu na Guerra dos Bôers, na 1ª Guerra Mundial e na 2ª Guerra Mundial. Foi baleado no rosto, na cabeça, no estômago, no tornozelo, na perna, nos quadris e na orelha. Sobreviveu a uma queda de avião; cavou um túnel para escapar de um acampamento enquanto era prisioneiro de guerra; e arrancou com os dentes seus próprios dedos quando um médico se recusou a amputá-los. Relatando a sua experiência na 1ª Guerra Mundial, ele escreveu: ‘Francamente, eu apreciei a guerra’. “

A trajetória do oficial Adrian Carton de Wiart é a encarnação (de apenas uma parte) da carga mítica de Chuck Norris — hoje, muito menos um ator de filmes de ação, e muito mais uma lenda urbana. Algumas das passagens da vida do oficial Adrian Carton de Wiart poderiam facilmente estar listadas entre as “verdades sobre Chuck Norris”.

Veja o que mais diz a página do Wikipédia a respeito da figura. Para quem duvida da veracidade das informações, basta ver a lista de fontes citadas na publicação. Entre elas, a autobiografia do militar, intitulada “Feliz odisseia”.
 Em 1915, Carton de Wiart perdeu a mão esquerda após ser atingido por estilhaços — não antes de ter arrancado alguns dedos com os dentes.
 Aos 35 anos, tomou dois tiros no rosto e perdeu o olho esquerdo e uma parte da orelha, o que o obrigou a usar um tapa-olhos preto pelo resto da vida.
 Entre seus contemporâneos, especulava-se que ele pudesse ser um filho ilegítimo do rei belga Leopoldo II.
 Aos 19 anos, ele abandonou a faculdade para se juntar ao exército. Sob um nome falso e dizendo ser seis anos mais velho do que realmente era, Carton de Wiart foi enviado à África do Sul, onde foi baleado no estômago. Somente quando foi enviado de volta para casa, por invalidez, seu pai descobriu que havia largado os estudos.
 Em 1908, casou-se com uma condessa austríaca de nome: Friederike Maria Karoline Henriette Rosa Sabina Franziska Fugger von Babenhausen.
 Apesar de todos os ferimentos, confessou ter “apreciado” a guerra. Perguntou-se também por que as pessoas perseguem tanto a paz se a guerra é tão “divertida”.
 No período do entreguerras, Carton de Wiart foi incumbido de intermediar as negociações de paz entre poloneses e ucranianos. Falhou.
 
Em 1939, logo antes do início da 2ª Guerra Mundial, Carton de Wiart ficou cercado por inimigos na Romênia. Conseguiu escapar com um passaporte falso.
 Em um avião a caminho da Iugoslávia, uma falha no motor fez com que a aeronave caísse no mar, a cerca de dois quilômetros da terra firme. Após ter ficado inconsciente com a queda, a água fria acordou oficial, que conseguiu nadar até a costa (ele tinha apenas um braço), mas foi capturado pelas tropas italianas na Líbia.
 Tentou cinco vezes escapar da prisão na Itália. Em uma delas, passou sete meses escavando um túnel. Conseguiu fugir por apenas oito dias, período em que ficou disfarçado de camponês italiano — fato bastante surpreendente, já que Carton de Wiart tinha 61 anos, não falava a língua, andava com um tapa-olhos, uma das mangas da camisa vazia, além de inúmeras cicatrizes.
 Em 1943, de volta ao Reino Unido, Winston Churchill o enviou à China como seu representante especial.
 Como parte de suas funções, acabou conhecendo o líder chinês Mao Tsé-Tung durante um jantar. Carton de Wiart interrompeu o discurso do chinês e passou a criticar sua atuação na 2ª Guerra Mundial. Por um breve momento Mao ficou chocado, mas depois deu risada.
 Em 1947, aposentou-se do exército.
 Após a morte da sua esposa, em 1951, casou-se novamente. Com uma mulher 23 anos mais jovem.
 Em 1963, o tenente-general aposentado Adrian Carton de Wiart morreu aos 83 anos de idade.

Onde está Carton de Wiart? Sentados, da esquerda para a direita: o líder chinês Chiang Kai-Shek, o presidente dos EUA Franklin Delano Roosevelt e o premiê inglês Winston Churchill, na Conferência do Cairo, em 1943


.

segunda-feira, 9 de setembro de 2013

10 filmes, livros e séries em versão 8-bit (ou 16-bit)

Transcrito de: 
http://super.abril.com.br/blogs/superlistas/10-filmes-livros-e-series-em-versao-8-bit/?utm_source=+redesabril_jovem&utm_medium=facebook&utm_campaign=+redesabril_super

Computadores “pensam” interpretando sinais elétricos, representados por 1 (quando há sinal) e 0 (quando não há). E cada um desses sinais tem o nome de bit. A lógica é simples: quanto mais bits um computador consegue processar, mais inteligente (e veloz) ele é. E a lógica também se aplica aos videogames: se os clássicos Atari 2600 e Nintendinho tinham apenas 8 bits, o futuro Playstation 4 terá 8 núcleos de processamento com 64 bits cada. Uma diferença gigante. Mas como amor não se mede em bits, os jogos lançados nas décadas de 70 e 80 não foram esquecidos e continuam servindo como inspiração para vídeos e jogos produzidos por fãs. Conheça 10 filmes, livros e séries que ganharam versões em 8 ou 16-bit:

1. Kick Ass
Lutar contra o crime não é tão fácil quanto parece. Para salvar o dia, não basta vestir uma fantasia – uma lição que o jovem justiceiro “Kick Ass” aprendeu da maneira mais difícil. Em 2010, o diretor Matthew Vaughn levou para as telonas o longa que deu uma nova cara ao gênero de filmes de super-heróis. A segunda parte da aventura – que traz novamente, para a alegria dos fãs, a fantástica heroína mirim Hit Girl – chega aos cinemas brasileiros em 18 de outubro. Enquanto a data não chega, vale relembrar o longa original com a divertida animação acima.

2. Breaking Bad
Não adianta tentar torcer pelos personagens do bem ou do mal – em Breaking Bad, seriado que acompanha os eventos que levam um pacato professor de química a se tornar um rei do crime, todos os personagens são moralmente ambíguos. Depois de cinco temporadas, a série, idealizada por Vince Gilligan, chegará ao seu desfecho em setembro deste ano. No vídeo acima, o College Humor relembra as quatro primeiro temporadas da série em toda a glória dos games dos anos 1990.

3. O Grande Gatsby
gatsby
Para quem já estava começando a ficar desapontado com a impossibilidade de tomar o joystick e controlar os personagens pixelados, vem aí uma boa notícia. Charlie Hoey e Pete Smith, amantes de literatura, tiveram uma ideia inusitada em 2011: a dupla de amigos resolveu transportar O Grande Gatsby, o clássico escrito por F. Scott Fitzgerald, para a antiga plataforma do antigo Nintendo Entertainment System (o NES, ou Nintendinho, como você provavelmente se lembra). No romance, publicado em 1925, Jay Gatsby é um homem elegante e indecifrável, cujo passado é um mistério. O narrador-personagem Nick Carraway se vê intrigado pelo enigmático proprietário de uma luxuosa mansão na zona mais rica das praias de Long Island, que é cenário para suntuosas festas. No jogo, Nick se esforça para desvendar os mistérios – e precisa derrubar muito mais garçons e distribuir muito mais tapas do que no livro escrito por Fitzgerald. Para jogar, basta clicar aqui.

4. Blade Runner
O ano é 2019, a cidade é Los Angeles. Neste universo distópico, robôs produzidos pela Corporação Tyrell, chamados de replicantes e visualmente idênticos aos humanos, foram banidos da Terra. Para garantir que eles respeitem os limites impostos, entram em ação os chamados Blade Runners, ou “Caçadores de Andróides”, que têm como missão “aposentar” as máquinas que desafiam as regras. Misturando o visual dos jogos em 8 e 16 bits, o CineFix recriou o clássico dirigido por Ridley Scott em 1982 no vídeo que você assiste acima.

5. Edgar Allan Poe
O universo misterioso e macabro dos livros de Edgar Allan Poe serviu como inspiração para a criação de Edgar, um game com ares da era vitoriana e jogabilidade do nintendinho. Em produção pela empresa independente Wrought Iron Games, o jogo toma certas liberdades em relação à obra do escritor estadunidense que viveu entre os anos de 1809 e 1849. No universo alternativo deEdgar, Poe está de férias em Londres quando sua esposa desaparece misteriosamente. O principal suspeito do sequestro é o infame Jack, O Estripador, que é apenas um dos personagens icônicos incorporados pelo joguinho – até Drácula e Sherlock Holmes estão por lá. Para dar ainda mais emoção, o rei do terror tem ainda a opção de juntar esforços com o companheiro de profissão Júlio Verne. Para acompanhar o desenvolvimento do jogo, é só clicar aqui.

6. Homem de Ferro
Caso você tenha perdido a primeira aventura cinematográfica do milionário Tony Stark (a.k.a. o Homem de Ferro), essa é a hora de tirar o atraso. O longa dirigido em 2008 por Jon Favreau e estrelado por Robert Downey Jr. ganhou versão em 8-bits ultra-resumida, em que o herói precisa de apenas 60 segundos para sobreviver, montar sua armadura e salvar o mundo. Level hard.

7. Harry Potter
Enfrentar dementadores, derrotar Comensais da Morte, escapar do Lorde das Trevas, fazer o dever de casa. Você já se perguntou como Harry Potter nunca foi reprovado em nenhuma classe? Em 2010, os criadores do The Station partiram dessa ideia para criar o joguinho interativo Harry Potter and the Summer School Spectre. No universo do game, o bruxinho pegou recuperação e, enquanto “assiste” às aulas durante o verão, acaba se envolvendo em mais uma desventura extraclasse: o mistério da vez é o “Fantasma do Verão”, espírito que vaga por Hogwarts em tempos de clima quente. A trama provavelmente não impressionaria J. K. Rowling, mas vale perder uns minutinhos para acompanhar a história e tomar decisões que façam os personagens chegarem mais perto de descobrir a verdade.

8. Star Trek
Os trekies piram. As aventuras da Enterprise (em sua missão para audaciosamente ir onde nenhum homem jamais esteve) começaram em 1966, com a série de televisão Star Trek: The Original Series. Desde então, o universo criado por Gene Roddenberry já se expandiu para as mais diversas plataformas – inclusive a do nintendinho, que você vê acima.

9. O Âncora: a lenda de Ron Burgundy
Não vamos mentir: se você não assistiu ao filme O Âncora: A Lenda de Ron Burgundy, longa de 2004 estrelado por Will Ferrell e Christina Applegate, vai ter alguma dificuldade para acompanhar a versão pixelada produzida pelo CineFix. Na história, que se passa na década de 1970, somos apresentados a Ron Burgundy, um dos mais famosos âncoras dos jornais de San Diego, nos Estados Unidos. O prestigioso jornalista vê seu reinado ameaçado quando a ambiciosa Verônica passa a dividir com ele a bancada do jornal. E aí, já viu: a guerra entre os dois rivais (e ex-amantes) está declarada.

10. Community
Dan Harmon, criador de Community, não esperou que os fãs transportassem seus personagens para o universo pixelado. Em “Digital Estate Planning”, vigésimo episódio da terceira temporada do seriado, exibido em maio de 2012, os próprios roteiristas da série levam os amigos Jeff, Annie, Abed, Troy, Shirley, Pierce e Britta para uma aventura em 8-bits, em situações que se passam inteiramente dentro do universo de um jogo. Zerou. Não fosse o bastante, a brincadeira foi além (agora sim graças aos fãs): um grupo criou o Projeto Hawkthorne, iniciativa colaborativa para desenvolver uma versão real do game visto na telinha. O jogo ainda está em desenvolvimento, mas você já pode baixar – e jogar! – a primeira parte da aventura Jorney to the center of Hawkthorneno site oficial do projeto.


sábado, 7 de setembro de 2013

Escola Técnica Estadual será administrada pelo Colégio da Polícia Militar


Até o início de 2014, os estudantes paraibanos devem ganhar mais opções de formação em todo o Estado com a inauguração de seis escolas técnicas estaduais. Serão um total de 7,2 mil vagas abertas nas seis unidades em construção em João Pessoa, Bayeux, Mamanguape, Cuité, Cajazeiras e São Bento. O investimento total é de R$ 43,2 milhões, R$ 7,2 milhões por unidade, com recursos do Governo Federal.

As escolas terão edificações de primeiro andar, 11 salas de aula, auditório com capacidade para 145 pessoas, biblioteca, sala multimídia para professores, laboratório de línguas, informática, física, química, biologia e matemática, refeitório, cantina, cozinha industrial completa, sala para o grêmio estudantil, oficina de manutenção, anfiteatro, ginásio poliesportivo completo, laboratórios especiais que vão depender da oferta dos cursos e centro de vivências.

O Colégio da Polícia Militar da Paraíba (EEEFM Dr Fernando M. C. Lima) ingressou no programa Brasil Profissionalizado ofertando dois cursos técnicos: Técnico em Informática para Internet e, Técnico em Programação de Jogos Digitais.

O Colégio da Polícia Militar é uma escola da rede estadual conveniada com a Polícia Militar da Paraíba.  À Secretaria de Estado da Educação cabe a logística, desde a aquisição de mobília até a contratação de professores.  À Polícia Militar cabe a gestão administrativa e pedagógica.  A escola tem se destacado no cenário da educação no Estado não apenas pelos resultados nos esportes, pela aprovação em vestibulares, pelos índices no IDEB, mas sim pela formação cidadã pautada na disciplina comportamental e intelectual.

Recentemente, o diretor do Colégio da PM foi eleito para participar da II CONAE/2014 (Conferência Nacional de Educação) como representante dos diretores de escolas estaduais da Paraíba, tendo como atribuição ser relator do Eixo Temático EDUCAÇÃO, TRABALHO E DESENVOLVIMENTO SUSTENTÁVEL: cultura, ciência, tecnologia, saúde e meio ambiente.

"O programa Brasil Profissionalizado visa fortalecer as redes estaduais de educação profissional e tecnológica. A iniciativa repassa recursos do governo federal para que os estados invistam em suas escolas técnicas" disse o Capitão Elmer Melz, diretor do colégio.

A Secretaria de Estado da Educação já sinalizou positivamente de que a Escola Técnica Estadual,  em João Pessoa, ficará sob a gestão do Colégio da Polícia Militar, para o contentamento de toda a comunidade circunvizinha.


COMPARE AS FOTOS DA MAQUETE E DAS OBRAS EM ANDAMENTO ACELERADO:

FACHADA
HALL DE ENTRADA
PASSARELA
GINÁSIO

VEJA A MAQUETE DE OUTROS AMBIENTES:
AUDITÓRIO
VISTA SUPERIOR
SALA DE AULA
VISTA AÉREA

sábado, 31 de agosto de 2013

Veja cenas perturbadoras do homem que atravessava uma espada pela barriga

.
Estamos falando de um cidadão chamado Mirin Dajo. Conheça aqui um pouco da história desse homem.
Por Daiana Geremias em 11/07/2013




Você já ouviu falar do termo faquirismo? Ele é usado para definir quem vive em condições de faquir. Ajudou? Então vamos tentar simplificar as coisas: faquir é uma definição antiga, usada para falar a respeito de quem tinha poderes sobrenaturais de resistência, como andar sobre carvão, engolir espadas e proezas afins.
Lógico que muitas atitudes antes consideradas de faquirismo foram desvendadas pela Ciência e alguns truques usados por várias pessoas acabaram caindo por água abaixo. Ainda assim, alguns desses caras simplesmente desafiam as leis da lógica, da Medicina e do perigo. Nesse caso, um cidadão chamado Mirin Dajo pode fazer com que você bata a cabeça contra a parede repetidas vezes.
O vídeo que você vai ver a seguir é bem antigo e mostra do que Dajo era capaz. Ele simplesmente conseguia atravessar uma faca pelo seu abdome como se essa fosse a coisa mais normal do mundo. As imagens são bem antigas e, infelizmente, não há legendas disponíveis. Ainda assim, você precisa assistir ao vídeo a seguir.
Nele, Dajo faz uma demonstração de seu truque perturbador na presença de alguns médicos, que ficaram intrigados com as proezas daquele senhor. Nascido na Holanda, Dajo disse ter aprendido esses truques em uma viagem pela Índia. Ele se dizia capaz de controlar a dor e os reflexos do próprio corpo.
Segundo os médicos que avaliaram o caso àquela época, essa bizarrice é de fato possível, embora seja bastante arriscada, pois é preciso saber o local exato para que nenhum órgão seja perfurado. Ainda assim, são extremamente raros os casos em que pessoas conseguem controlar a dor dessa maneira – idem para possíveis sangramentos. Assista às imagens abaixo e depois nos conte o que achou dessas cenas indigestas.


quinta-feira, 29 de agosto de 2013

Vídeo reúne cenas que deram muito errado em compilação hilária

Confira pessoas envolvidas em situações diversas que acabaram em desastre.
Transcrito de : http://www.megacurioso.com.br/humor/37300-video-reune-cenas-que-deram-muito-errado-em-compilacao-hilaria.htm?utm_source=HomePortal&utm_medium=baixaki

O que não falta na internet são vídeos de pessoas em situações que deram muito errado. O resultado, obviamente, são cenas nas quais vemos indivíduos envolvidos em todo tipo de atividade — para não dizer “bancando os idiotas” — que acabam se tornando personagens de cenas hilárias.
E existe tanto material desse tipo disponível — e muita gente que adora rir da desgraça alheia —, que o pessoal do canal Fail Army do YouTube começou a publicar clipes semanais reunindo uma série de videozinhos desastrosos. Se você perdeu algum ou inclusive todos eles, não se preocupe! Você pode conferir uma compilação dos últimos seis meses de pessoas em situações que deram muito errado a seguir. Divirta-se!

terça-feira, 27 de agosto de 2013

5 casos de pessoas que sobreviveram a acidentes terríveis

.Fonte: http://www.megacurioso.com.br/acidentes-estranhos/37794-5-casos-de-pessoas-que-sobreviveram-a-acidentes-terriveis.htm

Elas tinham tudo para terem morrido, mas ficaram para contar suas histórias.

5 casos de pessoas que sobreviveram a acidentes terríveis


Há somente uma coisa necessária para que você morra: estar vivo. A partir daí, vale tudo: parada cardíaca, hemorragia, alergia, gripe, tuberculose, acidente de carro. Muita gente acredita que cada pessoa tem uma hora certa para morrer, conforme a vontade de um ser superior ou do destino de cada um. Independente de qual for a sua crença, para uma coisa há consenso: a morte chega para todos.
O site Quo reuniu algumas histórias de pessoas que conseguiram driblar a chegada da morte com maestria. Confira a seguir alguns casos bizarros de pessoas que tinham tudo para morrer, mas acabaram sobrevivendo.

1 – O piloto

Fonte da imagem: Reprodução/Quo
Não adianta: essas corridas, por mais seguras que pareçam ser, têm lá seus perigos. Afinal, um cenário com vários carros fazendo o mesmo caminho a mais de 300 km/h não é exatamente o mais tranquilo. O piloto australiano Ryan Briscoe sofreu um acidente gravíssimo enquanto disputava uma colocação na Fórmula Indy.
O carro de Briscoe apenas encostou no veículo do piloto Alex Barron, e isso foi o suficiente para que o carro do australiano, que estava a 320 km/h, fosse arremessado para longe e se partisse em três pedaços durante uma forte explosão. Briscoe, ao contrário do que todos pensaram, não morreu. Ele teve duas clavículas quebradas, danos pulmonares, um osso do pé fraturado, contusões e diversos arranhões.

2 – O náufrago

Fonte da imagem: Reprodução/Quo
Tony Bullimore, aos 55 anos, enfrentou uma forte tempestade em alto mar, quando estava a quase 20 km de onde tinha partido. Bullimore ficou preso em seu próprio barco por cinco dias, sem conseguir se mexer.
O barco foi encontrado e o navegante estava vivo, ainda que com sinais de hipotermia e desidratação. Seu primeiro pedido foi uma xícara de chá — e a história, que já estava incrível até o momento, ficou ainda mais interessante quando foi amplamente noticiada pela mídia. A divulgação fez com que uma filha de Bullimore, que não via o pai há anos e nem sabia de seu paradeiro, o encontrasse, finalmente. Dois finais felizes para uma história só.

3 – A queda

Fonte da imagem: Reprodução/Quo
Shayna Richardson, uma norte-americana que se dizia apaixonada por adrenalina, resolveu praticar paraquedismo. Durante um de seus saltos, seu paraquedas simplesmente não abriu e ela despencou de uma altura de 3.100 metros, chegando ao chão a uma velocidade de 80 km/h.
Ela não morreu, ainda assim, mas teve fratura na pélvis e na perna, além de seis dentes perdidos. Enquanto era examinada, ela descobriu também que estava grávida. Apesar da queda, o bebê de Shayna nasceu perfeitamente bem.

4 – O alpinista

Fonte da imagem: Reprodução/Quo
O jovem Aron Ralston resolveu fazer escalada sozinho. Seus planos eram voltar para casa no mesmo dia, mas ele acabou passando cinco dias preso depois que uma pedra de 363 kg esmagou seu braço contra um paredão. Ele sobreviveu com algumas barras de cereal que havia levado e com três litros de água, mas sabia que, se continuasse ali, não seria resgatado e morreria.
Foi então que Ralston decidiu cortar o próprio braço com um canivete que havia comprado há poucos dias. A foto que você vê acima foi tirada pouco antes do procedimento. Após amputar seu braço, ele ainda andou 10 km até encontrar um grupo de alpinistas que o ajudou.

5 – A surfista

Fonte da imagem: Reprodução/Quo
Bethany Hamilton é uma surfista conhecida pelos praticantes e admiradores do esporte. Aos 13 anos ela já acumulava prêmios no Havaí, mas em 2004, enquanto surfava, foi atacada por um tubarão-tigre, que abocanhou seu braço esquerdo inteiro e um pedaço de sua prancha.
A menina foi hospitalizada e, assim que se recuperou do acidente, voltou a surfar e a ser a campeã de sempre.
***
E você, conhece alguma história parecida? Conte para a gente nos comentários.