Quem sou eu

Minha foto
Sou Capitão da Polícia Militar, Pedagogo, Especialista em Segurança Pública, Já ocupei as funções de Diretor do Colégio da Polícia Militar-PB (nov2009-jun2017), Coordenador-Geral do PRONATEC na Paraíba (mai2016-mai2017) e Coordenador de Polo do PBVest (2015-jun2017). Atualmente componho o Estado-Maior Estratégico da Polícia Militar da Paraíba, na função de Coordenador do EM/4-Políticas de Prevenção. Acredito que o nosso Brasil pode melhorar muito mais, na medida em que todos possam colaborar com as suas capacidades. TWITTER : @ElmerMelz ; FACEBOOK: Elmer Melz

quarta-feira, 23 de julho de 2014

Colégio da PM visita RoboCup

.
Nesta manhã de quarta-feira, dia 23/07/2014, os estudantes da 3ª serie do Ensino Médio do Curso Técnico do Colégio da Polícia Militar da Paraíba visitaram a RoboCup 2014. A RoboCup é uma competição de nível mundial que se acontece todos os anos. Visa o estudo e desenvolvimento da Inteligência Artificial (IA) e da Robótica, fornecendo desafios e problemas onde várias tecnologias e metodologias podem ser combinadas para obter os melhores resultados. À tarde os alunos do 9º Ano do Ens. Fundamental também estiveram no evento.

As competições se dividem em três grupos (RobocupSoccer, RobocupRescue e RobocupJunior), sendo cada uma composta por várias ligas. A primeira edição ocorreu em 1997 em Nagoya no Japão e pela primeira vez está sendo sediada no Brasil, sendo a cidade de João Pessoa escolhida para esse evento.

Os estudantes ao final da visitação estavam empolgadíssimos.

Confira as fotos:







quarta-feira, 13 de novembro de 2013

Estudantes do Colégio da Polícia Militar apresentarão projeto de jogo para CELULAR e TABLET em evento na Capital

Veja também em: http://www.agendaparaiba.com/wordpress/estudantes-do-colegio-da-pm-da-paraiba-apresentarao-projeto-de-jogo-para-tablet-e-celulares-em-evento-na-capital/

Nos dias 22 e 23 de novembro de 2013, um grupo de alunos do Colégio da Polícia Militar, matriculados no curso Técnico em Programação de Jogos Digitais, orientados pelo experiente professor Roberto Júnior, participarão do II ANDROIDOS DAY, evento promovido pela Unipê, onde serão apresentadas palestras e minicursos que trarão para os participantes as inovações tecnológicas dentro da linguagem e desenvolvimento do sistema operacional Android.
Os alunos apresentarão o projeto DOCK’s. “O enredo do jogo trata de um trabalhador que já perdeu vários empregos e recebe uma nova oportunidade: pilotar um helicóptero transportando carga de um hangar para as docas, daí o nome do jogo.  O jogador deve atentar para o tempo para realizar as tarefas, o cuidado para não danificar o veículo ou a carga.  Dessa forma são exercitadas a atenção, a coordenação motora e a responsabilidade”, revelou a aluna Thalita Borges.
“Queremos provar que alunos de escola pública também podem ser referência quando o assunto é tecnologia de programação de jogos digitais.  Na Paraíba o Colégio da Polícia Militar é pioneiro.  Estamos nos preparando para entrar no mercado de trabalho pela porta da frente”, Hermano Filho
Para a construção, modelagem e texturização dos gráficos, segundo o aluno Davi Cavalcante, foram utilizados os seguintes programas: Blender, Unity, Photoshop, Inkscape, Autsdesk Sketchbook Express.  “Por meio da determinação pessoal superamos as dificuldades encontradas pela falta de recursos específicos para a realização do projeto.  Desistir, jamais!”, desabafou o estudante.
“No ano que vem, quando o Colégio da Polícia Militar estiver funcionando no prédio da Escola Técnica Estadual, em Mangabeira, as condições serão melhores e com certeza traremos muito orgulho para o nosso Estado” falou com entusiasmo o aluno Islan Chianca.

As inscrições para a seleção de alunos novatos para o ano letivo 2014 já iniciaram e se estendem até o dia 13 de dezembro.  O edital foi publicado no Diário Oficial do Estado do dia 17/10/2013.

Estudantes envolvidos no projeto

Storyboard



terça-feira, 12 de novembro de 2013

Colégio da Polícia Militar na TV ESCOLA.

.
Poucos sabem, mas o Colégio da Polícia Militar da Paraíba já foi tema de programa da TV Escola, sendo inclusive apontada como referência para todo o país.

Assista o vídeo no link abaixo, comente o que achou.
Se gostou, divulgue.


O CPM-PB é mais do que uma escola, é uma verdadeira família.

AVANTE !!!






domingo, 3 de novembro de 2013

A realidade das famílias que vivem em apartamentos minúsculos em Hong Kong

Transcrito de : http://www.megacurioso.com.br/oriente-bizarro/39091-a-realidade-das-familias-que-vivem-em-apartamentos-minusculos-em-hong-kong.htm

Confira uma galeria de imagens que mostra como os mais pobres vivem em meio a uma das cidades mais ricas do mundo
A realidade das famílias que vivem em apartamentos minúsculos em Hong Kong
Quarto, banheiro, cozinha e sala: tudo em um mesmo lugar. Essa é a realidade de milhares de pessoas que vivem em Hong Kong, uma das cidades mais ricas do mundo, mas que esconde sua pobreza em apartamentos minúsculos.
De acordo com o jornal britânico The Daily Mail, os que vivem nessas condições são idosos, desempregados, famílias com baixa renda e solteiros. E como se não bastasse a escassez de espaço – um dos apartamentos mostrados abaixo mede pouco mais de 2,5 metros quadrados (Foto #3) – os alugueis pagos por esses moradores ainda são caros e o metro quadrado pode chegar a custar 90 dólares de Hong Kong (cerca de 25 reais) por mês.
Com uma área de apenas 1,104 quilômetros quadrados, a região administrativa da China tem uma população de 7 milhões de habitantes, fazendo de Hong Kong uma das regiões mais densamente povoadas do mundo – o que explica a falta de espaço e boas condições para quem vive por lá.
As imagens que você confere abaixo foram capturadas pela Society for Community Organisation (SoCO) em uma tentativa de alertar o governo para um problema que cresce diariamente. As fotos foram feitas nos distritos de Sham Shui Po, Yau Tsim Mong e Kowloon City, mas a organização lembra que pessoas vivendo em situações semelhantes podem ser encontradas em todas as 18 regiões da cidade.

“Hong Kong é considerada uma das cidades mais ricas do mundo. No entanto, escondida sob essa prosperidade está a uma grande desigualdade de posses e um grupo esquecido de pessoas pobres. Centenas de milhares ainda vivem aprisionados em casas ou em cubículos divididos, enquanto as famílias desempregadas recém-chegadas da China e as crianças pobres lutam para sobreviver. Os clientes desprivilegiados da SoCO aumentam enquanto a riqueza da cidade continua a crescer”, comenta Ho Hei Wah, diretor da organização.

Foto #1

Fonte da imagem: Reprodução/The Daily Mail

Foto #2

Fonte da imagem: Reprodução/The Daily Mail

Foto #3

Fonte da imagem: Reprodução/The Daily Mail

Foto #4

Fonte da imagem: Reprodução/The Daily Mail

Foto #5

Fonte da imagem: Reprodução/The Daily Mail

Foto #6

Fonte da imagem: Reprodução/The Daily Mail

Foto #7

Fonte da imagem: Reprodução/The Daily Mail

Foto #8

Fonte da imagem: Reprodução/The Daily Mail

quarta-feira, 30 de outubro de 2013

Veja 8 vídeos de assaltos que felizmente deram errado para os bandidos

Fonte: http://www.megacurioso.com.br/feitos-absurdos/37954-veja-8-videos-de-assaltos-que-felizmente-deram-errado-para-os-bandidos.htm
Algumas pessoas corajosas, e bastante imprudentes, conseguiram reagir aos assaltos e se livrar dos ladrões de modo impressionante.

Veja 8 vídeos de assaltos que felizmente deram errado para os bandidos

Os bandidos estão em todos os locais do mundo, seja nos países ricos ou nas regiões consideradas mais perigosas. Todos nós sabemos que, caso sejamos assaltados, não é aconselhado reagir aos ataques dessas pessoas, já que suas ações são sempre precipitadas e podem ocasionar desfechos tristes. Entretanto, existem alguns corajosos que, com sorte também, reagiram aos ataques e conseguiram botar medo nos assaltantes.

Esses justiceiros, muitas vezes bastante impulsivos, conseguiram se livrar de alguns assaltos com sucesso. Lembramos que nós não apoiamos qualquer tipo de reação nessas situações — sempre pense em sua segurança em primeiro lugar. Veja 8 vídeos de vítimas que não se conformaram com o inesperado ataque e revidaram os confrontos na mesma moeda:

1 – O homem que derrubou dois ladrões



2 – Idoso de 71 anos reage ao assalto e dispara em bandidos


3 – Homem em cadeira de rodas enforca o ladrão


4 – Clientes do McDonald`s derrubam assaltante


5 – Homem fantasiado de Homem-Aranha impede assalto em loja de gibis


6 – Pistola bem na boca do ladrão


7 – Cliente impede assalto atacando bandido com garrafas de cerveja


8 – Homem bêbado consegue impedir assalto



E você, consegue se lembrar de mais algum caso em que as vítimas conseguiram inverter na situação e se livrar dos bandidos? Caso saiba de alguma história ou vídeo, compartilhe nos comentários. 

.

sexta-feira, 25 de outubro de 2013

5 pessoas que sobreviveram às suas próprias execuções



Confira quem foram os sortudos da História que conseguiram se safar da morte
 5 pessoas que sobreviveram às suas próprias execuções
Havia uma crença antiga de que uma pessoa que sobrevive a uma execução não pode legalmente ser executada novamente. Mas, em sua maior parte, isso sempre foi um mito, pois o responsável pelas execuções fazia (ou faz) tudo o que era necessário para elas acontecerem com o final esperado: a morte do acusado.
Porém, nem sempre foi assim. No passado, algumas pessoas que sobreviveram às execuções judiciais conseguiram escapar ilesas. Muitas vezes, esses fatos eram vistos como sinais de Deus ou uma declaração de inocência. Por outro lado, às vezes essas “salvações divinas” foram consideradas apenas um serviço mal feito dos algozes. Quer saber como algumas aconteceram? Confira abaixo.  

1 – O homem chamado Franks

Um assassino, registrado como "The Man Franks” na cópia de um jornal australiano de 1872, sobreviveu a sua execução graças à grande incompetência de seus carrascos.
De acordo com os relatos, a execução, ocorrida nas ilhas Fiji, já começou bagunçada. A cerimônia atrasou e a corda que seria usada no enforcamento molhou com a chuva, sendo que depois tentaram secá-la perto do fogo. Após esse início conturbado, os algozes colocaram a corda no pescoço de Franks, mas não conseguiram deixar o nó muito apertado.
Mesmo assim, continuaram com a sessão de execução. O delegado deu a ordem e a abertura do chão abriu, fazendo Franks cair com a corda no pescoço. Porém, depois de três minutos de silêncio, ele começou a se mover e a falar, pedindo para ser salvo de seu martírio.
Ele ainda conseguiu afrouxar a outra corda que amarrava as suas mãos e pediu perdão aos seus condenadores. Depois dessa cena, ninguém queria passar por isso de novo e Franks foi poupado da morte. Os agentes da justiça da época e os cidadãos preferiram apenas o seu banimento e Franks pode continuar a sua vida longe dali.

2 –  Anne Greene

Em 1650 , quando Anne Greene tinha 22 anos, ela era uma serviçal na casa de Sir Thomas Read. Ela ficou grávida do neto deste homem, mas a moça afirmava que não estava esperando um bebê, a fim de se proteger. Quando estava com 18 semanas, Anne sentiu-se mal enquanto trabalhava e abortou, escondendo (desesperada) o feto entre cinzas e terra.
Na época, existia uma lei que qualquer mulher solteira que escondesse a gravidez ou um natimorto seria acusada de infanticídio. Então, o ato de Anne foi descoberto e ela foi enforcada no pátio do castelo de Oxford. Após a execução, o corpo foi recolhido e entregue a uma faculdade de medicina para dissecação.
No entanto, quando o caixão foi aberto, os cirurgiões detectaram um leve movimento no peito de Anne. Então, eles se esqueceram de sua intenção inicial e começaram a tentar reanimá-la por meio de transfusões e emplastros quentes. E não é que ela sobreviveu? O público viu isso como a decisão de Deus e Greene foi perdoada. Após o acontecimento, ela mudou de cidade, se casou e teve filhos.

3. Margaret Dickson

Mais uma mulher que não resistiu aos encantos de um rapaz e apareceu grávida no século 18 em Edinburgo, na Escócia. Só que neste caso, a moça era casada, já tinha dois filhos e seu marido estava bem longe.
Em 1724, Margaret Dickson ficou grávida do filho de um nobre, para o qual ela prestava serviços de doméstica, enquanto seu marido estava há meses trabalhando no mar. Ela tentou esconder a gravidez e deu à luz prematuramente, mas a criança não resistiu e Margaret o levou para deixá-lo em um rio. Porém, ela foi vista e a acusaram de ter matado o filho.
Ela então foi condenada e executada por enforcamento pelo crime de infanticídio. Quando a sua família levava o seu caixão para o cemitério, eles pararam quando ouviram alguém bater lá dentro. Margaret estava viva e o acontecimento também foi considerado como um ato de Deus. A moça ainda foi perdoada pelo marido, que se casou com ela pela segunda vez. Eles tiveram mais um filho e ela viveu por mais 40 anos.

4 – Inetta de Balsham

Inetta de Balsham foi condenada à morte por abrigar ladrões em 1264. Os registros afirmam que ela foi enforcada às 9 horas da manhã da segunda-feira, 16 de agosto, e ficou na forca até a quinta-feira seguinte. Quando ela foi recolhida, ainda estava viva.
As pessoas constataram que a sua traqueia nunca foi suficientemente comprimida pela forca. A sua sobrevivência chamou a atenção do rei Henrique III, que lhe concedeu um perdão real.

5 – Romell Broom

Sobreviver a uma execução atual é verdadeiramente um milagre. Mortes por injeção letal são projetadas para despachar o condenado de forma rápida, indolor e sem erros. No entanto, Romell Broom provou que isso não é o que acontece sempre.
Em 2009, Romell, condenado por seqüestro, estupro e assassinato, se tornou a primeira pessoa a sobreviver a uma execução por injeção letal. Os executores tentaram por mais de duas horas localizar uma veia adequada para a injeção, atingindo ossos e músculos durante o processo, mas não conseguiram penetrar uma veia íntegra, que não entrasse em colapso imediatamente como as outras. Então, ele foi levado de volta à sua cela e teve adiamento da execução.  
Durante esse adiamento, os advogados de Romell declararam que ele havia sofrido punição cruel e incomum durante a sua execução sem êxito. Eles começaram um movimento para mudar as leis de injeção letal nos Estados Unidos e declararam que matar Romell seria destruição de provas-chave no processo. Ele ainda está vivo e à espera de recurso.

terça-feira, 10 de setembro de 2013

Guerreiros lendários: Sir ADRIAN PAUL GHISLAIN CARTON de WIART


Os feitos do oficial Carton de Wiart — foi baleado oito vezes, sobreviveu a uma queda de avião, arrancou seus dedos com os dentes — fazem da sua descrição ‘o melhor 1º parágrafo do Wikipédia
As três guerras que lutou tomaram do oficial um olho e um braço, mas ele não esmoreceu: “eu aprecei a guerra”

 ” Sir Adrian Paul Ghislain Carton de Wiart (5 de maio de 1880 – 5 de junho de 1963) foi um oficial do Exército Britânico de origem belga e irlandesa. Ele serviu na Guerra dos Bôers, na 1ª Guerra Mundial e na 2ª Guerra Mundial. Foi baleado no rosto, na cabeça, no estômago, no tornozelo, na perna, nos quadris e na orelha. Sobreviveu a uma queda de avião; cavou um túnel para escapar de um acampamento enquanto era prisioneiro de guerra; e arrancou com os dentes seus próprios dedos quando um médico se recusou a amputá-los. Relatando a sua experiência na 1ª Guerra Mundial, ele escreveu: ‘Francamente, eu apreciei a guerra’. “

A trajetória do oficial Adrian Carton de Wiart é a encarnação (de apenas uma parte) da carga mítica de Chuck Norris — hoje, muito menos um ator de filmes de ação, e muito mais uma lenda urbana. Algumas das passagens da vida do oficial Adrian Carton de Wiart poderiam facilmente estar listadas entre as “verdades sobre Chuck Norris”.

Veja o que mais diz a página do Wikipédia a respeito da figura. Para quem duvida da veracidade das informações, basta ver a lista de fontes citadas na publicação. Entre elas, a autobiografia do militar, intitulada “Feliz odisseia”.
 Em 1915, Carton de Wiart perdeu a mão esquerda após ser atingido por estilhaços — não antes de ter arrancado alguns dedos com os dentes.
 Aos 35 anos, tomou dois tiros no rosto e perdeu o olho esquerdo e uma parte da orelha, o que o obrigou a usar um tapa-olhos preto pelo resto da vida.
 Entre seus contemporâneos, especulava-se que ele pudesse ser um filho ilegítimo do rei belga Leopoldo II.
 Aos 19 anos, ele abandonou a faculdade para se juntar ao exército. Sob um nome falso e dizendo ser seis anos mais velho do que realmente era, Carton de Wiart foi enviado à África do Sul, onde foi baleado no estômago. Somente quando foi enviado de volta para casa, por invalidez, seu pai descobriu que havia largado os estudos.
 Em 1908, casou-se com uma condessa austríaca de nome: Friederike Maria Karoline Henriette Rosa Sabina Franziska Fugger von Babenhausen.
 Apesar de todos os ferimentos, confessou ter “apreciado” a guerra. Perguntou-se também por que as pessoas perseguem tanto a paz se a guerra é tão “divertida”.
 No período do entreguerras, Carton de Wiart foi incumbido de intermediar as negociações de paz entre poloneses e ucranianos. Falhou.
 
Em 1939, logo antes do início da 2ª Guerra Mundial, Carton de Wiart ficou cercado por inimigos na Romênia. Conseguiu escapar com um passaporte falso.
 Em um avião a caminho da Iugoslávia, uma falha no motor fez com que a aeronave caísse no mar, a cerca de dois quilômetros da terra firme. Após ter ficado inconsciente com a queda, a água fria acordou oficial, que conseguiu nadar até a costa (ele tinha apenas um braço), mas foi capturado pelas tropas italianas na Líbia.
 Tentou cinco vezes escapar da prisão na Itália. Em uma delas, passou sete meses escavando um túnel. Conseguiu fugir por apenas oito dias, período em que ficou disfarçado de camponês italiano — fato bastante surpreendente, já que Carton de Wiart tinha 61 anos, não falava a língua, andava com um tapa-olhos, uma das mangas da camisa vazia, além de inúmeras cicatrizes.
 Em 1943, de volta ao Reino Unido, Winston Churchill o enviou à China como seu representante especial.
 Como parte de suas funções, acabou conhecendo o líder chinês Mao Tsé-Tung durante um jantar. Carton de Wiart interrompeu o discurso do chinês e passou a criticar sua atuação na 2ª Guerra Mundial. Por um breve momento Mao ficou chocado, mas depois deu risada.
 Em 1947, aposentou-se do exército.
 Após a morte da sua esposa, em 1951, casou-se novamente. Com uma mulher 23 anos mais jovem.
 Em 1963, o tenente-general aposentado Adrian Carton de Wiart morreu aos 83 anos de idade.

Onde está Carton de Wiart? Sentados, da esquerda para a direita: o líder chinês Chiang Kai-Shek, o presidente dos EUA Franklin Delano Roosevelt e o premiê inglês Winston Churchill, na Conferência do Cairo, em 1943


.