Quem sou eu

Minha foto
Sou Capitão da Polícia Militar, Pedagogo, Especialista em Segurança Pública, Já ocupei as funções de Diretor do Colégio da Polícia Militar-PB (nov2009-jun2017), Coordenador-Geral do PRONATEC na Paraíba (mai2016-mai2017) e Coordenador de Polo do PBVest (2015-jun2017). Atualmente componho o Estado-Maior Estratégico da Polícia Militar da Paraíba, na função de Coordenador do EM/4-Políticas de Prevenção. Acredito que o nosso Brasil pode melhorar muito mais, na medida em que todos possam colaborar com as suas capacidades. TWITTER : @ElmerMelz ; FACEBOOK: Elmer Melz

terça-feira, 3 de abril de 2012

Curso Técnico oferecido aos alunos do Ensino Médio do Colégio da PM está entre os mais prósperos no mercado tecnológico

Publicado tambem em:

http://paraibaemqap.com.br/noticia.php?id=9765






O Colégio da Polícia Militar é uma escola da rede estadual conveniada com a Polícia Militar da Paraíba.  À Secretaria de Estado da Educação cabe a logística, desde a merenda escolar até a contratação de professores.  À Polícia Militar cabe a gestão administrativa e pedagógica.
Atualmente a gestão do Colégio da PM é liderada pelo Capitão Elmer Melz, que vem se destacando no cenário da educação estadual por imprimir um ritmo de ações pedagógicas que motivam não só alunos e professores, mas toda a comunidade escolar.

Uma das atitudes mais elogiadas foi a inclusão do Colégio da Polícia Militar no Programa Brasil Profissionalizado, do Governo Federal, " O programa Brasil Profissionalizado visa fortalecer as redes estaduais de educação profissional e tecnológica. A iniciativa repassa recursos do governo federal para que os estados invistam em suas escolas técnicas" disse o Capitão Elmer Melz.

Criado em 2007, o programa possibilita a modernização e a expansão das redes públicas de ensino médio integradas à educação profissional, umas das metas do Plano de Desenvolvimento da Educação (PDE).  O objetivo é integrar o conhecimento do ensino médio à prática.

Um dos cursos oferecidos pelo Colégio da PM este ano é o Técnico em Programação de Jogos Digitais.  Leia a matéria abaixo e saiba porque é um dos melhores cursos da atualidade.

Programador de Games: Profissão que é diversão
Por Marcelo Quelho e Paulo Milet | Redação ESCHOLA.COM – 30/03/2012 22:40:00

Cada vez mais o mercado de Games ganha espaço no Brasil e no mundo atraindo fãs, players (jogadores) e profissionais da área de T.I. (tecnologia da informação). Isso porque, o que antes era somente passatempo, se tornou profissão. E com excelentes perspectivas de ganho.
O Brasil vem sendo bastante assediado por empresas que desenvolvem games em todo o mundo, pois, possui um perfil essencial para o “criador de games”: a criatividade.



Os apaixonados por games já perceberam que a forma de jogá-los evoluiu muito e esse avanço se deve, entre outros fatores, à criatividade de um profissional que imagina a história, desenha os personagens e cenários do jogo.


Ao longo dos anos, os jogos passaram por diversas mudanças. Na década de 80, por exemplo, a moda eram os jogos de plataforma, tipo Super Mario, um dos mais famosos. Nos dez anos seguintes games em 3D se tornaram a grande atração e, atualmente, os usuários estão se entretendo com MMORPGs, que são jogos online no formato RPG e com grande quantidade de jogadores.

Quem pretende seguir carreira profissional nessa área, não precisa saber trabalhar em todas essas etapas. O ideal é se especializar em apenas uma delas. Porém, para quem deseja liderar o processo de produção de um jogo, é essencial saber como funcionam todas as etapas.

O mercado de trabalho para essa área é bastante amplo. Isso porque engloba aplicativos para celular, web vídeo, complementação de produção, animação digital, produção videográfica e pós- produção.

E os salários? Um programador de games iniciante pode ganhar até R$ 2.000,00. Um experiente passa de R$ 5.000,00. E, se virar um Game Designer, o céu é o limite, porque existem poucos profissionais para ocupar todos os postos disponíveis.


Um dado importante, lançado pela Revista Info Exame de 14 de março de 2012, diz que o mercado dos games movimentou 125 bilhões de reais em 2011, um crescimento de 7% em relação a 2010. O faturamento vem desde a venda de jogos para consoles até aplicativos para smartphones.


Ou seja, se 2011 foi um ano ruim para a economia, o mesmo não aconteceu com as empresas que criam e distribuem games. Enquanto o mundo real aperta o cinto, os jogos eletrônicos batem recordes.

O sucesso do mercado de games fica ainda mais evidente, se comparado a outras formas de entretenimento. Lançado no final do ano passado, o Call of Duty Modern Warfare 3 faturou 775 milhões de dólares na primeira semana de vendas.  É mais do que a bilheteria de Harry Potter e as Relíquias da Morte, Crepúsculo e Transformers Segundo Guilherme Camargo, diretor de marketing da Microsoft e responsável pelo Xbox 360 no Brasil, “A popularização de games controlados por sensores atraiu um público mais amplo. Mulheres, idosos e crianças passaram a consumir games”.

Uma informação importante é que para ser um programador não há necessidade de Ensino Superior, mas é essencial  ter o Ensino Médio completo.



Enfim, ser um PROGRAMADOR DE GAMES  é uma daquelas raras profissões onde você pode ganhar bem e se divertir ao mesmo tempo!

Nenhum comentário:

Postar um comentário