Quem sou eu

Minha foto
Sou Capitão da Polícia Militar, Pedagogo, Especialista em Segurança Pública, Já ocupei as funções de Diretor do Colégio da Polícia Militar-PB (nov2009-jun2017), Coordenador-Geral do PRONATEC na Paraíba (mai2016-mai2017) e Coordenador de Polo do PBVest (2015-jun2017). Atualmente componho o Estado-Maior Estratégico da Polícia Militar da Paraíba, na função de Coordenador do EM/4-Políticas de Prevenção. Acredito que o nosso Brasil pode melhorar muito mais, na medida em que todos possam colaborar com as suas capacidades. TWITTER : @ElmerMelz ; FACEBOOK: Elmer Melz

sábado, 24 de agosto de 2013

Veja quais são as 7 pessoas mais azaradas do mundo

Transcrito de: 
http://www.megacurioso.com.br/acidentes-estranhos/37783-veja-quais-sao-as-7-pessoas-mais-azaradas-do-mundo.htm

Eles já foram atingidos por raios, bombas atômicas, carros descontrolados e também afundaram com navios – porém sobreviveram a essas atrocidades.
Veja quais são as 7 pessoas mais azaradas do mundo
Se você acha que tem alguns dias difíceis ou de muito azar, é melhor reconsiderar seus parâmetros do que realmente é má sorte depois de conhecer as pessoas que fazem parte dessa desafortunada lista.
Esses indivíduos já passaram por todos os tipos de desastres que você pode imaginar (e pior, seguidas vezes), porém sobreviveram aos acontecimentos para contar as histórias. Alguns deles já morreram (felizmente, de causas naturais) e outros ainda estão vivos. Veja quem são essas pessoas e quais foram os desafios que eles enfrentaram:

1 – Bombas atômicas não são páreas para ele

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee
Tsutomu Yamaguchi é um japonês que, infelizmente, presenciou a explosão das duas bombas atômicas lançadas no Japão pelos Estados Unidos. Ele era um residente da cidade de Nagasaki que foi para Hiroshima por alguns dias devido ao trabalho. Durante sua estadia em Nagasaki, a primeira bomba atômica foi lançada na região, no dia 6 de agosto de 1945.
Ele estava há três quilômetros de distância do centro da explosão e sofreu sérios danos físicos, com queimaduras pelo lado esquerdo do corpo. Ele se recuperou por dois dias em Hiroshima e já quis voltar para Nagasaki, para se tratar melhor e ficar próximo da família. Ao chegar à cidade, a segunda bomba atômica explodiu no lugar, no dia 9 de agosto de 1945. Entretanto, na segunda vez ele não sofreu danos físicos graves, porém teve o azar de testemunhar duas grandes cidades virarem praticamente pó.

2 – O homem que não ganhou na loteria

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee
Cotis Mitsotakis pode não ter presenciado acontecimentos catastróficos ou barbaridades, porém pode muito entrar nessa lista por ser o único azarado de um vilarejo. Em 2012, todos os moradores da vila de Sodeto, na Espanha, fizeram um bolão para participar da principal loteria de Natal do país.
Quando o dia do sorteio chegou, os sortudos do vilarejo ganharam milhões de euros e dividiram o dinheiro entre si. Todos os moradores de Sodeto, que não são muitos, receberam um pouco desse dinheiro, menos o grego Cotis, que acabou não participando do bolão. Os seus vizinhos acharam que já tinham passado na casa de Cotis pedindo a contribuição do estrangeiro, porém ele foi esquecido e, por azar, não participou do prêmio milionário.

3 – A prova d`água

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee
Violet Jessop era uma comissária de bordo em navios famosos – e azarados. Em 1911, ela embarcou no RMS Olympic, que colidiu com o HMS Hawke durante um forte nevoeiro nas águas da França. Um ano depois, ela se alistou para trabalhar no RMS Titanic (e todos nós já conhecemos o trágico destino desse navio). Felizmente, ela conseguiu entrar em alguns dos poucos botes e sobreviveu ao catastrófico acontecimento.
Depois do episódio, Violet novamente serviu como comissária de bordo no HMHS Britannic. O navio afundou subitamente no mar Egeu, em 1916, quando provavelmente colidiu com minas localizadas nas águas do local. O maior transatlântico da Inglaterra (muito superior e melhorado do que o Titanic) afundou em apenas 55 minutos, com somente 351 dias de vida. Violet consegui escapar em um dos botes e sobreviveu ao desastre também.
Como se não bastasse, depois de passar por três tragédias marítimas, Violet Jessop continuou a trabalhar como comissária de bordo até quando pôde. Ela faleceu em 1971.

4 – Perseguida por furacões

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee
Melanie Martinez já perdeu quatro casas nos últimos anos devido aos constantes furacões que atingiram seu lar, o Betsy (1965), o Juan (1985), o George (1998) e o Katrina (2005). Entretanto, ela não quis deixar o estado da Louisiana, sempre dizendo que aquele é o ser verdadeiro lugar, independente dos desastres.
Tocados pela história de Melanie, os produtores de um reality show se mobilizaram para construir uma nova casa para ela. Aparentemente, os dias de infortúnio dessa americana tinham acabado, porém após alguns meses de moradia na nova e generosa casa um furacão chamado Isaac destruiu tudo o que havia sido construído em pouco tempo. Com já cinco casas totalmente destruídas por furacões, ela é considerada uma das mulheres mais azaradas dos Estados Unidos.

5 – Vida selvagem

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee
O americano Erik Norrie pode dizer que já passou por alguns infortúnios selvagens. Ele já foi mordido por um tubarão, já foi atingido por um raio e já foi mordido por uma cascavel (!). O ataque de tubarão ocorreu recentemente nas Bahamas, quando ele estava mergulhando e um tubarão mordeu um pedaço da sua perna esquerda – na região da "batata da perna".
Felizmente, ele foi atendido prontamente por pessoas do local, assim como também ocorreu em todas as outras situações. Pensando bem, talvez ele não seja tão azarado assim.

6 – Avalanches, acidentes de carros e trovões

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee
John Lyne é conhecido por alguns como "John Calamidade". Esse homem é considerado o britânico mais azarado dos últimos tempos, segundo os jornais do país. Quando era criança, ele caiu de uma árvore e quebrou o braço esquerdo – algo um tanto normal. Porém, ao ir para o hospital a ambulância sofreu um acidente e o mesmo braço foi quebrado em outro lugar.  
Ao todo, Lyne já passou por 16 grandes acidentes, que incluem ser atingido por raios, acidentes de trânsito e avalanches em minas de trabalho (ele é um operador industrial). Entretanto, nenhum desses acidentes foi suficientemente poderoso para matar John, que continua saudável e trabalha regularmente.

7 – Roubos, esfaqueamentos e mais trovões

Fonte da imagem: Reprodução/Oddee
John Wade Agan infelizmente ficou famoso devido aos constantes desastres que ocorrem na sua vida. Ele já foi atingido por um raio dentro de sua própria casa na Flórida, quando estava conversando no telefone. No passado, ele já foi assaltado inúmeras vezes (certa vez, o assaltando o trancou dentro do porta-malas do carro). Ele também já foi esfaqueado no peito durante uma briga e mordido por duas cobras perigosas. Hoje, Wade tem 47 anos e espera que seus próximos anos sejam mais tranquilos.
...
E você, o que achou dos casos exibidos? Talvez sua vida não seja assim tão azarada quanto você supõe. Se você conhece outros casos bizarros de pessoas que também sofrem os mais diferentes tipos de desastres, compartilhe com a gente.



.

Nenhum comentário:

Postar um comentário